Translate

13 de outubro de 2012

DOENÇA

As falanges dos teus dedos doem
Por falta de percorrerem o meu corpo.

Sente-se rouca a tua voz,
Por falta de suspirar nos meus ouvidos,
As palavras eloquentes, 
Filhas da paixão, 
Frutos dos teus lábios.

A minha ausência
É o narcótico concentrado
Nas tuas entranhas
Que lacera o teu coração.

Dizias que não me amavas
E privaste-te de mim.

Hoje, por tal abstinência,
O teu corpo está febril,
 inflamado, infectado por mim.

Eu sou um vírus em ti.
Sou a tua doença.

Sóninha Santos


















Autora: Sónia Fernandes Santos